Mídias Sociais para Advogados - Como atrair clientes através dos canais digitais


Por Thiago Marques (Diretor de Marketing Rocha Filho Advogados) -



Estima-se que 168 milhões de pessoas estão na internet, e 74% dessas pessoasestão pesquisando sobre produtos ou serviços.


A pesquisa digital IN 2016, da We Are Social, mensura que 45% da população brasileira já está nas mídias sociais, ou seja, as redes sociais estão presentes na rotina das pessoas.

Em uma pesquisa recente, foi constatado que as pessoas antes de contratarem um advogado, elas pesquisam entre 03 (três) profissionais da área e, todas as pesquisas, são feitas online.


Diante desses expressivos números, você, advogado, ainda está pensando em ficar fora do cenário digital?


A boa notícia é que as estratégias de marketing em redes sociais não são proibidas na esfera jurídica. Conforme indica o provimento 94/2000 da OAB:


É permitida a publicidade informativa do advogado e da sociedade de advogados, contanto que se limite a levar ao conhecimento do público em geral, ou da clientela, em particular, dados objetivos e verdadeiros a respeito dos serviços de advocacia que se propõe a prestar, observadas as normas do Código de Ética e Disciplina”.


Como desenvolver uma estratégia digital?


Ter um site bem feito é importante para aumentar as oportunidades de negócio tanto de um escritório de advocacia quanto de um advogado autônomo.


Com tanta informação, concorrentes e consumidores no universo digital as empresas passaram adotar o chamado “Marketing de Conteúdo”, que é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais negócios.


Mas, para quem faz ou quer fazer marketing jurídico na internet, o site institucional é apenas o primeiro passo de uma estratégia eficiente focada em resultados.


Para conseguir se destacar no mercado e ter acesso direto ao seu público potencial, estar presente nas redes sociais de forma relevante deve ser uma das principais prioridades do seu planejamento de marketing.


Como fazer?


Em primeiro lugar você precisa ter um público-alvo definido, um segmento que queira atuar, seja ele direito público, direito do consumidor ou outra área do direito, é necessário ter essa segmentação para poder criar autoridade. Se uma pessoa tiver problemas relacionado ao direito do consumidor dificilmente irá procurar um especialista em direito agrário para resolver seu problema.


As mídias sociais são muito atrativas, a todo instante, são postados conteúdos interessantes. Desde cachorros e gatinhos fofos até os novos clipes de bandas do momento.

E você precisa disputar a atenção do seu público com postagens como essas, e para que você fisgue o olhar das pessoas, seu escritório precisa de postagens com formatos diferenciados.


E como são esses formatos diferenciados? São informações adequadas para seu público-alvo em cada uma dessas mídias sociais.


Podem ser imagens, vídeos ou até gif’s, acompanhados de textos e com uma linguagem adaptada para o seu público-alvo, mas sempre pensando em entregar conteúdo relevante para eles, algo que pode ajuda-lo ou tirar uma dúvida, entregue valor.


Agora, produza uma postagem com essas estratégias citadas acima, e analise os números. Você vai se surpreender!


Postagens constantes!


Segmentou e produziu formatos diferenciados para cada uma das mídias sociais que seu escritório já está presente.


Mas você só pública conteúdos de vez em quando. De nada adianta adotar uma estratégia e não segui-la, ou achar que está seguindo uma estratégia apenas postando uma vez na semana.


É preciso haver consistência! Adote uma periodicidade, para que seu escritório seja visto frequentemente nas mídias sociais!


Mas também não vamos sair postando qualquer tipo de post apenas para fazer volume, veja qual a necessidade do seu público-alvo e produza conteúdo para ele, além disso, é preciso analisar os números de alcance, e engajamento para poder ter uma resposta se a estratégia adotada está surgindo efeito ou tem que adaptá-la a um novo modelo.


Resultados:


Viu que é possível captar clientes sem que seja preciso fazer vendas? Sem precisar fazer propagandas e vendas diretas? Basta um planejamento e organização para conquistar novos clientes sem ferir a ética e o código de ética da OAB.


VAMOS COMEÇAR?


#midiasocial #marketing #digital #estrategia #posicionamento #canaisdigitais #advogados #internet

0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now